Atuação em Comissões

Simone Tebet é a atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado (biênio 2019-2020). Ela é a primeira mulher eleita para exercer tal função naquela que é considerada a comissão mais importante da Casa, após 193 anos de história da instituição. Respeitada pelos colegas, ela tem seu trabalho reconhecido pela capacidade de articulação, diálogo, disciplina e firmeza.

Em 2020, Simone integrou, como membro titular, a Comissão Temporária Externa para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios detectados no bioma Pantanal. Como representante do Mato Grosso do Sul, ela reforçou o pedido de inclusão de brigadas permanentes de incêndios no Pantanal, especialmente, em Corumbá. Simone apresentou uma Indicação ao presidente da República, solicitando a inclusão do bioma Pantanal no Conselho da Amazônia Legal, como forma de garantir mais recursos e infraestrutura à proteção do Pantanal.

A senadora também é a única do seu Estado a integrar a Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária.

Ela é coordenadora do Centro-Oeste da Frente Parlamentar da Renda Básica, formado por mais de 200 deputados e senadores em busca de alternativas ao auxílio emergencial no pós-pandemia e ao aperfeiçoamento do programa Bolsa Família.

No biênio 2019-2020, Simone Tebet ainda integra, como titular, a Comissão Permanente Mista de Combate à Violência contra a Mulher; o Conselho da Ordem do Congresso Nacional; e os Grupos Parlamentares Brasil-Arábia Saudita; Brasil-China; e Brasil- Países Árabes. É suplente na Comissão de Relações Exteriores.

No segundo biênio do seu mandato (2017-2018), a senadora sul-mato-grossense passou a integrar as duas mais importantes comissões temáticas do Senado: A Comissão de Constituição e Justiça e a Comissão de Assuntos Econômicos. Atuou como vice-presidente da CPI dos Maus Tratos de crianças e adolescentes. Além disso, foi titular na Comissão Mista de Consolidação da Legislação Federal, na Comissão de Educação. Também integrou os Grupos Parlamentares Brasil-China e Brasil-Sérvia. Como suplente, esteve na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, na Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher (que presidiu no biênio anterior) e na Comissão de Transparência e Governança.

No primeiro biênio de mandato (2015-2016) ela integrou 10 colegiados, entre comissões e conselhos. Presidiu a Comissão de Combate à Violência Contra a Mulher e foi membro titular da Comissão de Constituição e Justiça, da Comissão de Desenvolvimento Regional e da Comissão de Educação. Também foi designada para Comissão de Consolidação da Legislação Federal e Regulamentação da Constituição. E suplente na Comissão de Direitos Humanos.

Ela ainda fez parte de colegiados temporários como a Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional, criada para debater as matérias elencadas na chamada Agenda Brasil. Foi vice-presidente da Comissão Especial para analisar o Pacto Federativo e participou, ainda, da comissão especial da Reforma Política e da CPI do Carf. Estes três últimos funcionaram ao longo de 2015.

Também presidiu o Conselho do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz e integrou a Procuradoria Parlamentar ao longo do biênio 2015-2016.

Dentre as inúmeras bandeiras que elegeu, dá destaque especial ao desenvolvimento regional e luta pela diminuição da desigualdade social.

IMPEACHMENT

A senadora Simone Tebet teve atuação de destaque na Comissão Especial do Impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, que se reuniu entre 26 de abril e 4 de agosto de 2016. A argumentação embasada juridicamente e a clareza ao expor fatos e opiniões chamou a atenção dos colegas, da imprensa e dos cidadãos de todo o Brasil.