Trajetória Política

Trajetória Política

Simone Tebet começou sua carreira na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Trabalhou como consultora técnica jurídica na Instituição entre 1995 e 1997. Em seguida, exerceu o cargo de Diretora técnica legislativa, até 2001. Esta experiência garantiu a ela vasta experiência profissional e a estimulou a se candidatar ao cargo de Deputada Estadual, pelo PMDB, encorajada pelo apoio de grandes nomes da política do Estado, entre eles, o seu pai, Ramez Tebet. Foi eleita em 2002, com 25.250 mil votos.

Depois de dois anos atuando ativamente na Assembleia, surgiu a oportunidade de concorrer à prefeitura de sua cidade natal, Três Lagoas. Cargo que Ramez Tebet já havia ocupado na década de 70.

Em 2004, foi eleita prefeita em Três Lagoas, como a primeira mulher a governar a cidade, obtendo 66,72% dos 43.832 votos. Em 2008, foi reeleita com uma das maiores aceitações do Estado, atingindo 76% dos votos válidos. Em seis anos como chefe do executivo municipal, Simone ajudou a transformar a cidade onde nasceu. Levou grandes indústrias multinacionais e ajudou a gerar emprego e renda às famílias três-lagoenses. Foi a prefeita que mais construiu escolas no município. Criou clínicas especializadas de saúde da mulher, de pequenas cirurgias e a clínica da criança.

Em 2011 encarou outro grande desafio. Assumiu o cargo de vice-governadora de Mato Grosso do Sul ao lado do então governador do Estado André Puccinelli.
Como vice-governadora teve um papel atuante, esteve oito vezes interinamente à frente do governo, e foi a primeira mulher a ocupar esta posição.

Em 2014 Simone foi eleita ao Senado Federal com 640.336 mil votos, o que corresponde a 52,61% do eleitorado de Mato Grosso do Sul. Desde então, atua como Senadora da República, pelo MDB.

Em 2018, também foi pioneira entre as mulheres ao exercer a função de Líder do MDB, maior bancada do Senado.

Na eleição para a Presidência da Casa em 2019, Simone chegou a ser cotada como pré-candidata. Concorreu dentro da bancada do MDB para que o seu nome fosse o indicado pelo MDB.

Atualmente, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) é a primeira mulher a presidir a Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal (biênio 2019-2020), considerada a comissão mais importante da Casa.