Cidades com áreas alagadas por hidrelétricas poderão receber compensação financeira maior

Os municípios sedes de hidrelétricas e os que têm áreas alagadas por conta de usinas passaram a ter direito, desde maio, a uma parcela 2,6 vezes maior dos recursos da Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos. Essa compensação corresponde a 6,75% do valor da energia produzida e a estimativa da Agência Nacional de Águas (ANA) é que será de cerca de R$ 450 milhões por ano. A senadora Simone Tebet (MDB-MS) explicou que 727 cidades, em 21 estados, que somam 42 milhões de habitantes serão beneficiadas com a nova lei. Mais informações com a repórter Larissa Bortoni, da Rádio Senado.