"Educação não tem partido e debate deve ocorrer sem paixão político-ideológica" | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

“Educação não tem partido e debate deve ocorrer sem paixão político-ideológica”

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) disse que Educação não tem partido político e que é preciso que o Congresso e a sociedade tenha “boa vontade” para debater as medidas propostas pela MP do ensino médio(MP 746/2016), com isenção e em busca do que será melhor para os jovens brasileiros.

Em discurso no Plenário do Senado, nesta quarta-feira (09), Simone disse que a proposta não é “nem vilã, nem mocinha, nem salvadora da pátria, nem carrasca da educação”. Ela reconheceu as limitações da MP, mas afirmou que ela é resultado de uma ampla discussão com educadores e especialistas.

Simone também pediu que os professores estejam “desprovidos de paixões político-ideológica” e expliquem aos alunos o conteúdo da MP para que eles possam discutir, com conhecimento, os pontos em que são favoráveis ou contrários à medida.

Insanidade pedagógica
Entre as mudanças propostas pela MP, a senadora destacou o ensino integral de 8 horas diárias, passando de 800 horas para 1.400 horas anuais, das quais 200 horas serão flexíveis, com a participação dos alunos para definir quais disciplinas serão optativas de acordo com a realidade de cada região.

“A MP é um avanço porque é antes de tudo um gesto do governo federal de trazer ao Congresso Nacional o debate. Treze disciplinas num único ano é uma insanidade pedagógica. Nós fingimos que ensinamos e os nossos jovens fingem que aprendem. Não conheço lugar nenhum no mundo que tenha 13 disciplinas no ano com apenas 4 horas diárias”, disse ao defender que a discussão será finalizada nos Estados.

MP da valorização do professor
Simone finalizou o discurso desta quarta-feira defendendo Medidas Provisórias que possam melhorar a qualidade do ensino. Ela ressaltou que apenas por meio da educação se constrói um país sem miséria, com melhor distribuição de renda, ético e com capacidade de recuperação econômica.

A senadora desejou que o governo também proponha uma MP da valorização do professor. “Tomara que em 2017 venha a MP da valorização do professor, com garantia de um salário digno,com piso no nível de profissional com ensino superior, que garanta pós-graduação gratuita para o professor. Que venham mais MPs se isso significar nós aprovamos rápido medidas para a educação, diferindo do que aconteceu com a LDB, que passou 10 anos para ser aprovada. Quero dizer que a janela de oportunidade já está fechando. Em poucos anos teremos uma população de idosos acima de 60 anos maior que a de adultos até 30 anos. Serão estes que vão ‘sustentar’ os idosos. Só há um meio. Por meio de uma educação de qualidade”.

Assessoria de Imprensa

Compartilhe
TAGS

+ Notícias

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A comitiva do governo federal realizou ainda uma visita técnica ao porto de Tabatinga no Amazonas O Acre, um dos Estados mais isolados do país…

leia mais
Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet