Em Live, Simone Tebet fala de medidas para aliviar impactos da pandemia no comércio e defende Reforma Tributária

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Senadora Simone Tebet (MDB-MS), comentou as medidas que estão sendo aprovadas no Congresso Nacional para tentar reduzir o impacto da pandemia de coronavírus no Brasil, em especial para o setor varejista. Ela participou de “live” da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande- MS na noite desta quinta-feira (4).

Simone também disse que o passo mais importante no pós-covid será a aprovação de uma Reforma Tributária justa que não prejudique o Mato Grosso do Sul. A senadora é a única representante do Estado na comissão mista criada para discutir a reforma. Para Simone, o tema será o prioritário no Congresso quando o País voltar à normalidade e houver a retomada das reuniões presenciais. “Fica aqui o meu compromisso de que nós não vamos aumentar a carga tributária no Brasil”, disse lembrando que o brasileiro está entre os que mais paga impostos no mundo e que quem recebe menos, paga mais. “Nós não vamos deixar Mato Grosso do Sul sair perdendo. Fica o nosso compromisso de atuar na defesa de menores impostos, desburocratizar, redistribuir a carga tributária e defender os interesses de MS. Tenho convicção de que não dá mais para apertar o cinto do trabalhador, nem do comerciante, do micro e pequeno empresário”.

Quatro eixos

A senadora explicou que neste período de pandemia, durante as votações virtuais, só entram em pauta projetos relacionados ao combate dos impactos da pandemia. Ela disse que as medidas são divididas em quatro eixos: garantia de recursos para a saúde; atendimento à população mais vulnerável, com aprovação de medidas como o auxílio emergencial de R$ 600; medidas para auxiliar o empregador – pequeno e médio comerciante -, e o auxílio financeiro a estados e municípios que perderam arrecadação por causa dos efeitos da crise.

“Não é uma disputa de vida ou economia. É salvar vidas e a economia. Tão marcante quanto ver doentes nos hospitais, médicos tentando salvar vidas, covas abertas esperando corpos sem identificação, é ver as portas do comércio fechadas. O comércio movimenta a cidade, dá vida para as cidades”

A senadora Simone Tebet afirmou que não há nada de bom na pandemia, mas que a emergência sanitária que deixou o mundo perplexo pode motivar uma reflexão para que construir novos caminhos. “Se a pandemia embaralhou tudo, temos a oportunidade de reconstruir o Brasil e o mundo de uma forma diferente”, disse.

Formação moral e ética

Ao final da “live”, a mediadora Ana Rita Amarília lembrou da atuação da senadora enquanto prefeita de Três Lagoas, vice-governadora e senadora e ressaltou o seu pioneirismo enquanto mulher na vida pública e o seu compromisso com a população de Mato Grosso do Sul, com as mulheres e com a memória do pai, Ramez Tebet. A senadora Simone disse ser consciente da sua responsabilidade como pessoa pública. “Meu pai foi fundamental na minha formação profissional e ética e a minha mãe na minha formação moral”, disse.