No Senado, Simone Tebet alerta para corte de verbas da Agência Estadual de Metrologia - MS | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

No Senado, Simone Tebet alerta para corte de verbas da Agência Estadual de Metrologia – MS

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) criticou, em discurso no plenário do Senado, nesta terça-feira (8), os cortes do governo federal aos recursos destinados às agências estaduais de metrologia, órgãos delegados do Inmetro. Estes órgãos verificam se há fraudes em pesos e medidas de produtos como alimentos, vestuário, remédios, brinquedos, etc.

Ela reclamou que o contingenciamento no Mato Grosso do Sul pode inviabilizar a atuação a agência estadual de metrologia (AEM-MS). “Em junho houve corte de 40% e, em setembro, subiu para mais de 50%. O governador me disse que teve de demitir pessoal, diminuir o horário de atendimento e devolver metade dos carros usados na fiscalização”, reclamou.

Para Simone Tebet, o governo federal deu um tiro no pé com a medida porque o dinheiro das agências de metrologia é proveniente das multas aplicadas às infrações e o resultado dessas multas vai para a União deve ser devolvido em pelo menos 70% para garantir o custeio das agências.

“Aí não é só um erro: primeiro o dinheiro não é do governo federal e segundo está se tirando as condições necessárias para as agências possam continuar fazendo o trabalho de fiscalização. Estamos falando de credibilidade, direitos do consumidor, segurança e da vida das pessoas”, disse.

Ela ainda fez um apelo ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy. “Corte apenas o que está dando errado; corte as despesas extraordinárias, desnecessárias, mas não vamos mexer no que está dando certo. Repense essa questão porque não dou dois ou três meses, se a situação continuar dessa forma, o meu estado vai ter dificuldade, vai pedir rescisão do contrato e, aí, como é que o Inmetro vai poder manter a sua atuação?”, disse Simone.

Reunião com ministro
Pela manhã, Simone Tebet foi ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, falar sobre o assunto. Ela disse que o ministro manifestou preocupação com a paralisação dessas agências estaduais de metrologia por rescisão contratual, uma vez que é previsto que 70% do que é arrecadado deve retornar para bancar o custeio das agências. A senadora, citou que, no entanto, houve contingenciamento de 75% no Rio Grande do Norte, 55% no Acre e 50% em Mato Grosso do Sul.
A senadora também elogiou a agilidade do ministério ao responder seus questionamentos enviados por ofício.

Assessoria de Imprensa

Compartilhe
TAGS

+ Notícias

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A comitiva do governo federal realizou ainda uma visita técnica ao porto de Tabatinga no Amazonas O Acre, um dos Estados mais isolados do país…

leia mais
Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet