Para um país ser efetivamente justo é importante a inclusão: “O que nós propomos é não deixar ninguém para trás” | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Para um país ser efetivamente justo é importante a inclusão: “O que nós propomos é não deixar ninguém para trás”

A agenda de Simone Tebet no Recife, nesta quarta-feira (14/9), prosseguiu após a candidata conhecer as instalações do polo de inovação Porto Digital, no centro histórico da capital pernambucana. Pouco antes da hora do almoço, Simone e Mara Gabrilli, candidata a vice-presidente, participaram de um encontro com mães de crianças com deficiências no bairro Boa Viagem. Depois, foram à unidade da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), na Ilha Joana Bezerra, um dos bairros mais carentes do Recife.

O encontro com as mães ocorreu na Uninassau, onde funciona o Projeto Cadê Você?, coordenado por Maria Aparecida Valença e ligado ao Instituto Mara Gabrilli, com sede em São Paulo. A visita está relacionada aos casos de microcefalia causados pelo vírus Zika no período gestacional. Entre 2015 e 2017, Pernambuco foi o epicentro do surto, com mais de 500 crianças impactadas por problemas como a má-formação do cérebro, a microcefalia.

Dirigindo-se às mães e funcionários da instituição, Simone destacou que o país só terá futuro se as crianças e os adolescentes forem valorizados como centro de tudo no Brasil. “Essa agenda é muito mais política do que eleitoral. O que nós propomos, essa chapa 100% feminina, é não deixar ninguém para trás. O Brasil tem que ser de todos, dos 215 milhões de brasileiros. As portas dos serviços públicos têm que estar abertas. Dinheiro tem, basta dar prioridade de forma correta”, afirmou.

Mara Gabrilli acompanha a situação das crianças com microcefalia – e das mães delas – desde 2017, trabalho que também se desdobrou em ações junto às mães de crianças com doenças raras. “Sabemos que ainda existe um abismo entre cumprir toda a legislação e os fatos reais da vida, do dia a dia. É por isso que estamos aqui, porque queremos garantir que a inclusão seja um dos principais pilares do país. Nós vamos levar a inclusão para o mais alto escalão da República. Com Simone, esse compromisso ganha mais força para a criação de uma rede nacional que oferte cuidadores de crianças, pessoas idosas, pessoas com deficiência e com doenças raras. Quando falamos de inclusão, estamos falando não só dos mais de 45 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência, não só para os 15 milhões de brasileiros com doenças raras e tantas outras questões. Falamos também de quem cuida dessas pessoas.”

E Mara completou: “Essas pessoas são principalmente mães que, de tanto ouvirem não, acabam até desenvolvendo quadros de depressão. Hoje, o Brasil tem um cenário onde as mães de pessoas com deficiência precisam de apoio psicológico, psicossocial. E essas mães que se formaram em espaços como este, estão se disponibilizando a ajudar outras mães. É um trabalho muito emocionante. É importante lembrar, quando falamos de inclusão, que eu e a Simone lutamos por isso. A Simone, como líder da primeira bancada feminina do Senado, lutou para que o auxílio emergencial não fosse de R$ 200, mas de R$ 600. Fomos nós que fizemos essa mudança. Foi essa mulher, corajosa, que desde o primeiro momento em o Brasil precisava de vacina, gritava por vacina. Foi ela que denunciou a tentativa de desviar vacinas”.

Raquel Lyra (PSDB), candidata ao governo de Pernambuco e presidente estadual do partido, também participou do encontro e se dirigiu às mães: “O caminho que estamos construindo é um caminho de companheiras”. Ainda na Uninassau, Simone Tebet assinou a Carta Compromisso apresentada pela Amar (Aliança de Mães e Famílias Raras). O documento tem como objetivo garantir políticas públicas para acesso ao desenvolvimento social e direitos humanos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

AACD: “NÃO PODE FALTAR DINHEIRO PARA A VIDA”

Na AACD do Recife, criada em 1999 e segunda do Brasil em volume de atendimentos – fica atrás apenas da unidade Ibirapuera, em São Paulo –, Simone foi recebida por Luciana Martins, gerente administrativa da unidade. A candidata visitou as instalações da instituição e reiterou seu compromisso com a inclusão plena de todos os brasileiros: “Fui a primeira presidenciável a assinar um documento de todas as Santas Casas para atualizar a tabela SUS, 25% ao ano para, em quatro anos, garantir 100% da tabela SUS que está desatualizada há praticamente 20 anos. Pode faltar dinheiro para qualquer coisa, mas não pode faltar para a vida. É por isso que eu defendo o estado necessário, nem mínimo nem máximo para fazer aquilo que é essencial, e tendo a iniciativa privada sua verdadeira parceria”.

Além Raquel Lyra, Simone e Mara foram recepcionadas e acompanhadas no Recife por nomes importantes da história política do Estado, como Priscila Krause (Cidadania), candidata a vice-governadora; João Lyra Neto, ex-governador; Roberto Freire, presidente nacional do Cidadania; Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB; Raul Henry, deputado federal e presidente do MDB-PE; João Baltar Freire, presidente do Cidadania – Recife; e Alfredo Bertini, ex-secretário nacional do Audiovisual e da Infraestrutura Cultural do Ministério da Cultura.

Assessoria de Imprensa

+ Notícias

Cidades gaúchas já estão recebendo recursos emergenciais, diz Tebet

Cidades gaúchas já estão recebendo recursos emergenciais, diz Tebet

Ministra do Planejamento e Orçamento detalhou medidas do governo federal de apoio ao Rio Grande do Sul em entrevista; acesso à ajuda ocorre de maneira…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento discute projeto Rotas de Integração Sul-americana com entidades sindicais em São Paulo

Ministério do Planejamento e Orçamento discute projeto Rotas de Integração Sul-americana com entidades sindicais em São Paulo

Iniciativa foi apresentado pela ministra Simone Tebet e pelo secretário de articulação institucional, João Villaverde, em evento com representantes da Força Sindical e de setores…

leia mais
MS recebe mais de US$ 21,2 milhões do Focem para projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico

MS recebe mais de US$ 21,2 milhões do Focem para projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico

Projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico de três municípios de Mato Grosso do Sul foram aprovados pela Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos), presidida pelo…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet