Senado aprova MP que combate fraude em benefícios do INSS

O Senado aprovou por 55 votos a 12 nesta noite a MP  871 que cria dois programas para combater fraudes na Previdência e que, conforme o Planalto, poderá fazer o governo economizar cerca de R$ 10 bilhões por ano e é um dos alicerces da reforma da Previdência. Editada em janeiro por Jair Bolsonaro, a MP perderia a validade se não fosse aprovada hoje Senado. Já aprovado na Câmara, o texto segue à sanção do presidente. Para garantir a votação, o governo fez um acordo com a oposição para incluir na reforma da Previdência a possibilidade de, ao fim de 5 anos, pescadores e trabalhadores rurais renovarem o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) por meio de autodeclaração. Pelo porta-voz Rêgo Barros, Bolsonaro parabenizou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e demais senadores que mobilizaram colegas para comparecer em uma segunda-feira ao plenário, o que não é normal. A senadora Simone Tebet (MDB-MS) defendeu a medida: “A MP combate fraude. Fraude é crime! Nós queremos combater o crime para beneficiar aqueles que infelizmente hoje estão sob o risco de perder os seus diretos. Leia-se: aposentados por invalidez, aposentadoria por auxilio doença, beneficiários da prestação continuada, trabalhadores rurais”.

Fonte: Blog Marcos Eusébio