Senadora Simone Tebet destina RS 40,5 milhões para MS em 2018

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) destinou mais de RS 40,5 milhões em emendas individuais e recursos extraorçamentarios para o Mato Grosso do Sul no ano de 2018.

Foram RS 26,5 milhões em recursos extraorçamentários empenhados graças à atuação da Senadora Simone junto ao Ministério da Integração Nacional, beneficiando 23 municípios.
Outros RS 14 milhões foram destinados para mais 35 municípios via emendas parlamentares individuais. Além desses valores, Simone ainda sugeriu a inclusão de mais de RS 28 milhões para o anel viário de Três Lagoas, via emenda de bancada. Dessa forma, a senadora contemplou a grande maioria dos municípios do Estado.

Simone entra na luta para preservar e conservar rios turísticos de Bonito e Bodoquena

A senadora Simone Tebet conseguiu, junto ao Ministério da Integração, o empenho de RS 5 milhões de reais, em recursos extraorçamentários, para a recuperação e preservação de rios turísticos de MS.

“Bonito e Bodoquena são importantes àreas turísticas e verdadeiros santuários ambientais de nosso Estado. Não podemos permitir que as águas de seus rios fiquem turvas e, pior, corram o risco de sofrer assoreamento. Então, entrei nesta luta. Unimos esforços com o governo do Estado, via AGRAER (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), solicitamos e conseguimos a liberação junto ao Ministério da Integração de recursos extraorçamentários para recuperar nossos rios”, disse a senadora Simone Tebet.

Os cinco milhões de reais serão destinados à aquisição de maquinários para conservar as microbacias nos municípios de Bonito e Bodoquena.

Risco de assoreamento – Após as fortes chuvas, associadas a medidas inadequadas em duas fazendas de Bonito, as águas dos principais rios turísticos da região ficaram turvas. Então, as prefeituras e o Governo acenderam um alerta para os prejuízos ambientais e econômicos que o assoreamentos destes rios pode causar.

Em novembro os danos chegaram ao Rio da Prata, principal rio turístico de Bonito, deixando as águas marrons. O mesmo tem acontecido com freqüência em Bodoquena, no Rio Bertione. Além das chuvas, o problema tem sido o manejo do solo realizado em duas propriedades rurais sem construção de curvas de níveis, que são barreiras indispensáveis para impedir a erosão e acidentes ambientais.

De acordo com o prefeito de Bodoquena, Kazuto Horii, os maquinários vêm em boa hora. “Precisamos fazer mais canalizações, curvas de nível, contenções, para poder minimizar o assoreamento do nosso principal rio, que é o Bertione, e ajudar também nos serviços de drenagem do município”, completa.

Já em Bonito, o prefeito Odilson Arruda Soares, disse que os equipamentos recebidos devem completar o trabalho que já teve início no município, junto com a AGRAER. “Hoje nós temos apenas dois caminhões e dependemos muito da Agesul para os trabalhos. Com esse dinheiro devemos adquirir um caminhão prancha e uma retroescavadeira pequena, assim podemos iniciar a construção de caixas de contenção para que a água não corra diretamente pro rio”, garante o prefeito.

21,5 mi para infraestrutura e agricultura
O restante do recurso extraorçamentário será destinado à infraestrutura urbana, recuperação de ponte, drenagem e pavimentação asfáltica e para a aquisição de patrulhas mecanizadas e retroescavadeiras para os seguintes municípios de MS: Água Clara, Bandeirantes, Bonito, Bodoquena, Brasilândia, Coronel Sapucaia, Costa Rica, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Figueirão, Inocência, Jaraguari, Jardim, Jateí, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Paraíso das Águas, Paranaíba, Sonora, Tacuru, Três Lagoas e Vicentina.

Saúde, infraestrutura, saneamento e agricultura foram priorizados por Simone Tebet na destinação dos RS 14 milhões das emendas individuais de 2018

Vinte municípios já receberam cerca de RS 6,7 milhões para o custeio e a estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde e para a estruturação de unidade de atenção especializada de saúde. Além disso, outros RS 300 mil foram empenhados para o Hospital do Câncer de Barretos.

Os outros RS 7 milhões foram distribuídos entre a construção de uma unidade do Corpo de Bombeiros de Fátima do Sul, a aquisição de patrulha mecanizada para São Gabriel do Oeste, saneamento básico para Corguinho e investimento em desenvolvimento urbano para outros 12 municípios de MS. Ao todo, foram 35 municípios beneficiados. Esta parte dos recursos foi empenhada e aguarda liberação.

Assessoria de imprensa