Simone destaca educação como alavanca de desenvolvimento: ‘É minha obsessão’ | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Simone destaca educação como alavanca de desenvolvimento: ‘É minha obsessão’

Em visita ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, ao lado de Mara Gabrilli, senadora diz que todo filho de pobre deve ter a mesma qualidade de ensino do filho de rico

A manhã nesta quarta-feira (21) da senadora Simone Tebet foi preenchida com o tema educação, um dos principais pilares de seu plano de governo. A candidata visitou o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, ao lado de Mara Gabrilli, vice na chapa, em São Paulo. Trata-se da maior instituição de ensino profissional da América Latina, onde estudam mais de 300 mil alunos em cursos técnicos de nível médio e superior tecnológicos.

Simone tem reiterado, ao longo de sua campanha, a importância do ensino técnico como alavanca de desenvolvimento social e crescimento econômico, por meio de encaminhamento do aluno ao mercado de trabalho. Uma das saídas para melhorar os indicadores em educação e emprego do Brasil é oferecer ensino público de qualidade, tal como a candidata planeja caso eleita.

“Nós estamos visitando o Brasil e verificando que existe vaga, não tem é trabalhador qualificado. O que nós precisamos é diversificar. Esse trabalhador precisa ter qualificação técnica e profissional e estar também numa faculdade de tecnologia, que é, agora, o emprego do futuro”, disse.

Para isso, a proposta da senadora é tirar do papel a nova reforma do Ensino Médio, que paga para os estados até R$ 3.300 por aluno de escola que garanta período integral para esses jovens. “É uma escola de Ensino Médio técnico, que vai ser a ponta para que esse jovem vá, por exemplo, para um instituto como o Paula Souza, onde você tem as escolas técnicas ou as faculdades de tecnologia para que eles possam ser inseridos no mercado de trabalho e ter uma renda, às vezes, infinitamente maior do que aquele que muitas vezes sai de um banco de faculdade”, completou.

Além disso, Simone destacou o papel que seu projeto Poupança Jovem poderá ter no combate à evasão escolar. A iniciativa vai premiar o aluno que terminar o Ensino Médio técnico com um valor aproximado de R$ 5 mil.

“Nós temos mais ou menos 2 milhões de alunos no terceiro ano do Ensino Médio. Normalmente, se forma 1,4 milhão. Se estamos falando de R$ 5 mil, nós estamos falando de menos de R$ 7 bilhões. Isso não é nada comparado ao orçamento que o Ministério da Educação tem”, informou a senadora.

Simone foi novamente questionada sobre suas expectativas nesta reta final da campanha eleitoral, reiterando que sua candidatura é a única capaz de unir o Brasil em meio ao atual ambiente polarizado, em que os candidatos líderes em pesquisas não informam à população o que pretendem executar em educação caso eleitos. Diferente deles, para ela, educação é sua “obsessão”.

“É minha obsessão. É óbvio que é o emprego, a comida barata, alimentar as pessoas que têm fome e emprego. Mas minha verdadeira obsessão é que todo aluno, todo filho do pobre tenha a mesma qualidade de ensino do filho do rico. Eu sei o poder transformador que a educação tem na riqueza de um país. Mas, principalmente, para a qualidade de vida das pessoas”, disse a candidata, que atuou durante 12 anos como professora de direito.

A senadora deu como exemplo sua agenda, que é preenchida constantemente por compromissos nesta área. “Toda semana vocês estão me vendo numa escola ou numa creche ou em um instituto técnico porque eu sou professora e sei que nós só vamos transformar o Brasil definitivamente com uma grande revolução, e não precisa levar duas gerações para isso”, reforçou.

Motivo de orgulho, Simone ainda avaliou que a bandeira que ela levanta a favor da educação deveria contaminar os demais candidatos. “Ter a oportunidade de estar, através da mídia, da grande imprensa, descobrindo a importância que nossa candidatura dá para a educação também é um abrir portas para que outros candidatos possam falar através do debate, das sabatinas do que querem ou do que fariam se ganhassem a eleição no que se refere à educação”, provocou.

A senadora foi recebida por Laura Laganá, diretora superintendente do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza; Emilena Lorenzon Bianco, vice-diretora superintendente da instituição, e Almério Melquíades de Araújo, coordenador do Ensino Técnico do Centro Paula Souza.

Assessoria de Imprensa

+ Notícias

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Ministros Simone Tebet e Waldez Goes visitam ponte binacional que ligará Brasil ao Paraguai

Ministros Simone Tebet e Waldez Goes visitam ponte binacional que ligará Brasil ao Paraguai

A ponte é obra fundamental da Rota Bioceânica, que integra o trecho 4 das Rotas de Integração Sul-Americana A equipe do Ministério do Planejamento e…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet