Simone Tebet acredita que a Reforma da Previdência passará rapidamente pelo Senado

Em entrevista ao programa Giro Estadual de Notícias, das Rádios do Grupo Feitosa, a senadora Simone Tebet (MDB-MS), presidente da Comissão de Constituição e Justiça, disse que a Reforma da Previdência deve tramitar no Senado por cerca de 60 dias.

A expectativa é de que votação da Reforma seja finalizada na Câmara até 17 de julho, quando inicia o recesso parlamentar e que o texto vá para a análise no Senado no segundo semestre. Como presidente da CCJ, será a senadora Simone que escolherá o relator da reforma no Senado.

“Nestes últimos 30 dias avançamos muito em relação à Reforma. Acho que o Ministro da Economia, Paulo Guedes, está sendo injusto com o Congresso porque ele pediu uma economia de R$ 1 trilhão e nós estamos entregando uma economia de R$ 900 bilhões. Então, a partir do ano que vem, nós teremos condições de ter mais dinheiro para saúde, educação, infraestrutura, saneamento básico, etc.”, disse.

Aumento de imposto

A senadora ainda acredita que o passo seguinte pode ser a votação de uma minirreforma tributária. Ou seja, a unificação de quatro impostos federais em um com o objetivo de simplificar e desburocratizar e, assim, atrair mais investimentos e gerar mais empregos.

“A partir do momento em que o Congresso Nacional aprovar a Reforma da Previdência, não faz sentido pensar em aumento de imposto. Se houver mais confiança no Brasil, haverá mais investimento e, com menos burocracia, será possível contratar mais gente. A nossa preocupação número 1 é com esse número recorde de desempregados”, disse.

Assessoria de imprensa / Raquel Madeira

Ouça:

Simone Tebet acredita que Reforma da Previdência passará rápido pelo Senado

 

Para Simone Tebet, Reforma da Previdência é importante para garantir mais dinheiro para serviços públicos essenciais

 

Senadora Simone Tebet diz que Reforma da Previdência e minirreforma Tributária ajudarão a gerar emprego no Brasil: “Nossa preocupação número 1 é com o número recorde de desempregados”