Simone Tebet acredita que novo projeto de socorro aos estados estará em vigor em maio

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), presidente da Comissão de Constituição e Justiça, acredita que um novo projeto de consenso sobre o socorro aos estados esteja pronto para entrar em vigor até meados de maio. Ela explicou que a proposta da Câmara já está “enterrada”, mas que o projeto do governo também não era bom para estados como o Mato Grosso do Sul. Segundo ela, pela proposta do Executivo, MS teria perda de R$ 200 milhões, se comparada a maio do ano passado. “É metade da folha do estado. Isso quebra o Mato Grosso do Sul. O projeto do governo só ajudaria em 10% nessa perda de arrecadação. Eu não tenho condições de votar. Ninguém está querendo que a União cubra todos os prejuízos, mas 10% é inconcebível”, disse em entrevista ao programa Capital Meio-Dia, de Joel Silva, na Rádio Capital.
A senadora explicou que será apresentado um novo projeto no Senado, com outros critérios em relação ao texto apresentado pelo governo. Segundo ela, o impacto financeiro será de R$ 100 bilhões. Parte deste valor não se trata de “dinheiro novo”. O governo estimava R$ 40 bilhões de impacto para socorrer estados. “Será um cabo de guerra. Estamos lá para diminuir ao máximo possível as perdas de Mato Grosso do Sul, porque o dinheiro que falta nas contas do estado, falta para as áreas essenciais, especialmente para a saúde neste momento de pandemia.