Simone Tebet agradece e reconhece papel da Fiocruz: ‘Ciência é vida, é vacina no braço’ | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Simone Tebet agradece e reconhece papel da Fiocruz: ‘Ciência é vida, é vacina no braço’

Candidata cumpre agenda no Rio de Janeiro para registrar seu reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela instituição e fazer apelo às famílias brasileiras a favor da vacinação

A senadora Simone Tebet e sua candidata a vice, Mara Gabrilli, visitaram nesta manhã de quinta-feira (22) a Fiocruz e a Bio-Manguinhos, no Rio de Janeiro. A agenda representa um marco na campanha da presidenciável por seu trabalho recente realizado na CPI da Covid em defesa da vida, uma vez que a instituição é referência mundial na fabricação de imunizantes no Brasil. A visita também é um gesto de reconhecimento e agradecimento pelo trabalho realizado pela Fiocruz ao longo da história e, especialmente, durante a pandemia do novo coronavírus.

“Estar na Fiocruz, aqui ao lado de nossos companheiros, é mostrar que a nossa candidatura acredita na ciência, que dinheiro não vai faltar para ciência, tecnologia e inovação, e é um reconhecimento, um agradecimento meu e da Mara, pelo que vivenciamos na CPI da Covid”, disse a candidata durante coletiva à imprensa.

Enquanto defensora de vacina no braço, Simone acrescentou que investimento em ciência também significa medicamentos mais baratos para a população brasileira. “Eu fiz questão, junto com a Mara, de vir aqui para conhecer tudo que a Fiocruz representou e representa para todos nós: ciência é vida, ciência é vacina no braço, é medicamento sendo criado para salvar vidas e medicamentos mais baratos. Nós estamos aqui para defender a vacina, para defender a ciência”, afirmou.

Na ocasião, o vice-presidente do Conselho Deliberativo da Fiocruz, Mário Moreira, ao lado de Valdiléia Veloso, diretora do Instituto Nacional de Infectologia, entregou à candidata a chamada “Carta da Fiocruz aos candidatos à Presidência da República e à Sociedade”, em que elenca dez diretrizes relacionados à saúde dos brasileiros e ao desenvolvimento do país, como o aumento progressivo do investimento público para o setor, incluído no plano de governo da senadora.

“O que a Fiocruz pede, obviamente, é nossa obrigação: financiamento e dinheiro para fazer o que eles sabem fazer. Eles têm expertise, sabem da importância que têm para a ciência e inovação, e dinheiro não pode faltar. Então, fortalecer o SUS como prioridade, isso já está no nosso programa de governo”, reiterou.

Simone lembrou que a União chegou a financiar no passado quase 50% do SUS no Brasil, caindo hoje para o patamar de 42%. Quem paga essa conta, com a própria vida, é a população mais pobre do país. “20% dos pobres no Brasil, que são acometidos por câncer, morrem prematuramente porque não conseguem fazer o tratamento na hora certa porque os leitos das Santas Casas, dos hospitais filantrópicos ficam fechados porque não têm vaga com a tabela do SUS desatualizada”, justificou. Para Simone, esse quadro tem nome. “Isso é um crime. Saúde é vida. Pode faltar dinheiro para tudo, só não pode faltar dinheiro para a vida e para a saúde pública. Fica aqui meu compromisso”, registrou.

Como não poderia ser diferente, a candidata ainda aproveitou a visita à Fiocruz para fazer um apelo às famílias brasileiras.”Quero aproveitar para dizer às famílias brasileiras e às mãe que coloquem em dia a carteira de vacinação de seus filhos. Nós somos exemplos no mundo em imunização e vacina. Nós não podemos deixar que a poliomielite volte a ser um fantasma na vida das nossas crianças. Nós precisamos que as pessoas entendam que a vacinação no Brasil é fundamental para garantir qualidade de vida de nossas crianças e nossos adultos”, destacou.

Os maus exemplos e a resistência de Bolsonaro a se vacinar contra a covid acabaram por se refletir na cobertura vacinal do país. Em 2021, o percentual foi o mais baixo desde 2016, muito aquém dos 90% preconizados pela ciência como ideais e que, antes, eram a norma no Brasil. Como consequência, o país tem voltado a registrar casos de doenças até pouco tempo tidas como erradicadas, como o sarampo. Também assusta a ameaça de volta de casos de poliomielite: em 2021, a cobertura vacinal contra essa doença, que chegava a 98% em 2015, caiu a 70%. O governo federal ora realiza campanha de imunização contra a pólio, recém prorrogada até o próximo dia 30/9, em razão da baixa adesão da população.

Simone também visitou a Bio-Manguinhos, onde foi recepcionada por Mauricio Zuma, diretor da instituição, e por Cristiani Vieira Machado, vice-presidente de Educação da Fiocruz. Também estava presente Antonia Leite Barbosa, candidata pelo Cidadania a deputada federal.

Questionada sobre a disputa eleitoral, Simone, otimista, reforçou que a marca de sua chapa é o amor e a coragem. “Eu estou otimista, dez dias para uma eleição é muito tempo. Como a nossa chapa é a menos rejeitada – e hoje, pelas pesquisas, é a que já tem maior quantidade de segundo voto, de quem não vota em um, aceitaria votar em nós – mostra, primeiro, que estamos do lado certo da história, com as pessoas e os companheiros certos, com as melhores propostas, e (que estou) muito otimista com esse Brasil que temos para construir. Eu e Mara temos uma frase que é nossa porque representa a nossa cara, a cara que queremos, que é a cara da mulher brasileira: com amor e com coragem, juntos, nós vamos mudar o Brasil de verdade”.

Assessoria de Imprensa

+ Notícias

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A comitiva do governo federal realizou ainda uma visita técnica ao porto de Tabatinga no Amazonas O Acre, um dos Estados mais isolados do país…

leia mais
Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet