Simone Tebet diz que os indícios de crime de responsabilidade de Dilma são claros | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Simone Tebet diz que os indícios de crime de responsabilidade de Dilma são claros

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) disse que vê indícios de crime de responsabilidade da presidente Dilma Rousseff, ao se pronunciar durante a segunda reunião da Comissão Especial do Impeachment, nesta quarta-feira (27).

“Num primeiro momento, eu acredito que a presidente da República não cumpriu os preceitos constitucionais a respeito do cumprimento da meta fiscal do superávit”, afirmou. Para ela, a emissão dos seis decretos de crédito suplementar em 2015 sem a autorização do Congresso Nacional e as pedaladas fiscais justificam a admissibilidade do processo no Senado.

A senadora sul-mato-grossense lamentou que os senadores não podem ampliar o rol das denúncias aprovadas na Câmara. Simone lembrou dos prejuízos com a compra de Pasadina e dos possíveis desvios de recursos da Petrobras. Ela não concorda com a interpretação de se restringir a análise ao ano de 2015. “Se é reiteração, não é só a pedalada fiscal do plano safra. Deveríamos analisar as pedaladas em todos os programas sociais”.

Irresponsabilidade fiscal e instabilidade
Simone disse que a irresponsabilidade fiscal do governo tudo tem a ver com a instabilidade econômica, inflação e desemprego. Ela destacou também os cortes na área social, a piora da prestação de serviços públicos e as dificuldades financeiras de Estados e Municípios.

Audiências
Na reunião de hoje a comissão aprovou os nomes dos especialistas que vão apresentar os argumentos contra e a favor do impedimento de Dilma.

Na próxima segunda-feira (2), a pedido dos oposicionistas, virão o procurador do TCU, Júlio Marcelo de Oliveira, o ex-ministro do STF, Carlos Velloso e o professor de Direito José Maurício Conti. Na terça-feira, por sugestão dos governistas, serão ouvidos os professores Geraldo Luiz Mascarenhas Prado e Ricardo Lodi Ribeiro, além do ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Marcello Lavenère.

Nesta quinta-feira (28), às 16h, os autores do pedido de impedimento da presidente Dilma Rousseff, os juristas Miguel Reale Jr., Janaina Paschoal e Hélio Bicudo serão ouvidos. Na sexta-feira (29), às 9h, virá o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, e o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa.

A votação do relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) deve ocorrer no dia 06 de maio.

Assessoria de Imprensa

Compartilhe
TAGS

+ Notícias

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Ministros Simone Tebet e Waldez Goes visitam ponte binacional que ligará Brasil ao Paraguai

Ministros Simone Tebet e Waldez Goes visitam ponte binacional que ligará Brasil ao Paraguai

A ponte é obra fundamental da Rota Bioceânica, que integra o trecho 4 das Rotas de Integração Sul-Americana A equipe do Ministério do Planejamento e…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet