Simone Tebet diz que 99% do homem do campo faz a sua parte e defende firmeza na punição ao crime ambiental

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) defendeu mão firme na punição de quem desrespeita a preservação ambiental. Para ela – que integra a comissão temporária do Senado para acompanhar o combate às queimadas no Pantanal -, 99% do produtor rural brasileiro se preocupa com o meio ambiente.

“É verdade, nós estamos de parabéns, o agronegócio brasileiro trabalha com sustentabilidade, produtividade, preservando o meio ambiente. 99% do homem do campo, do pantaneiro, do pecuarista, do agricultor, fazem a sua parte”, disse defendendo que o 1% que desmata, faz grilagem ou provoca incêndio criminoso deve ser punido com rigor.  “Aqueles que destroem o meio ambiente em busca do lucro pelo lucro, sem se preocupar com o ribeirinho, com o homem pantaneiro, com comunidades quilombolas e indígenas, têm que ser responsabilizados e criminalizados como já diz a lei”, afirmou em entrevista à Globonews.

Pantanal no Conselho da Amazônia

A senadora Simone Tebet lembrou que é autora da Indicação ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, para incluir o bioma Pantanal no Conselho Nacional da Amazônia Legal. Simone espera que a comissão ajude a convencer o governo a acatar sua proposta. Dessa forma, os recursos orçamentários e a estrutura das Forças Amadas e da Segurança Nacional para a Amazônia poderiam ser também destinadas ao Pantanal. Para Simone, “cuidar do meio ambiente é dever do Estado e de todos os brasileiros”.

Estatuto do Pantanal

Ela disse que a comissão vai dar uma resposta à sociedade entre 60 e 90 dias com a apresentação de ações, políticas públicas e do Estatuto do Pantanal para abrigar uma única legislação, com vistas à preservação, ao desenvolvimento sustentável e ao respeito à tradição centenária do homem pantaneiro.

Turismo

A senadora finalizou defendendo o investimento no turismo da região. “A maior indústria que podemos levar ao Pantanal é a indústria do turismo”, disse.

Assessoria de imprensa