Simone Tebet é aplaudida por líderes do varejo ao defender o fim da reeleição no Brasil | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Simone Tebet é aplaudida por líderes do varejo ao defender o fim da reeleição no Brasil

Em debate com representantes do setor, em SP, candidata lança alerta sobre a reforma tributária e diz que o fim da polarização é crucial para a estabilidade econômica

A senadora Simone Tebet, candidata da coligação Brasil pra Todos, com os partidos do centro democrático (MDB, PSDB, Cidadania e Podemos) à Presidência da República, reuniu-se na manhã de hoje (15/8), em São Paulo, com a diretoria e o conselho do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), que reúne mais de 75 grandes empresas do setor varejista no Brasil. No encontro, a parlamentar apresentou detalhes do seu plano de governo e foi especialmente aplaudida pela plateia quando defendeu o fim da reeleição no país. “Se o próximo presidente, no primeiro dia de governo, for a um cartório e garantir que não é candidato à reeleição, aprova a reforma tributária, a reforma administrativa e transfora esse país num verdadeiro canteiro de obras, com a construção e o aprimoramento de portos, aeroportos, cabotagem, duplicação rodovias e ferrovias”, disse. “E é isto o que vou fazer: assumo o compromisso de não me reeleger.”

Ao defender sua posição, a candidata destacou o pesado custo político e econômico que a busca pela continuidade do poder – agravada pela ausência de um projeto de país – tem representado ao Brasil. Além do mais, ela age como um fomento a práticas de corrupção. “O ex-presidente Lula precisou inventar o ‘mensalão’ e o ‘petrolão’ para se reeleger, com a ex-presidente Dilma quase quebramos a Eletrobras, com o atual presidente vimos uma série de medidas populistas surgirem e vamos passar dois anos muito difíceis para recuperar o equilíbrio fiscal”, citou. “Isso tem de acabar.”

No encontro, a senadora tratou ainda de questões como as reformas tributária e administrativa. Em relação à primeira, a tributária, alertou audiência que o texto precisa ser aprovado ainda neste ano no Senado Federal para que, no ano que vem, possa ser analisado pela Câmara dos Deputados e aprovado até meados de 2023. “Se isso não acontecer, não teremos reforma tributária no Brasil”, frisou. Simone já assumiu o compromisso de que, uma vez eleita, aprovará a reforma em seis meses de governo. A parlamentar tratou ainda da necessidade de pacificação da política nacional, hoje atolada na polarização. “Sem isso, não teremos condições de voltar a crescer”, afirmou.

O presidente do IDV, Jorge Gonçalves Filho, agradeceu a presença da candidata e realçou a importância dos debates setoriais, aos quais a emedebista tem comparecido regularmente. “O que vimos aqui nos deixa muito esperançosos, senadora, em saúde, educação, segurança, desenvolvimento”, afirmou. “Que tenha planos de conduzir o país a longo prazo. O Brasil está precisando olhar para o futuro e não só para os próximos quatro anos. Nosso país é maravilhoso. Tenho certeza que o IDV, a inciativa privada, está à disposição.”

“A gente está cansado de briga”, diz Luiza Trajano

A empresária Luiza Trajano, por sua vez, elogiou a proposta pacificadora da candidata. “A gente está cansado de briga. A gente quer pregar a união”, destacou. “E você fala de paz e amor, Simone. Parabéns.” Ao elogio, a parlamentar emendou: “Como a Luiza e eu dizemos quando conversamos, e eu concordo com ela, precisamos falar menos de Lula e Bolsonaro e mais do Brasil”, acrescentou, sendo novamente aplaudida pelos líderes do varejo.
A candidata destacou ainda que a principal e mais promissora mudança que pode ocorrer no país a partir de janeiro de 2023 é a posse de um presidente da República que pertença ao centro democrático. “Quando o centro se eleger, vamos garantir o que o Brasil precisa: a estabilidade e a segurança jurídica”, disse. “Nós estamos prontos para oferecer isso ao país.”

Nos debates durante o encontro do IDV, o ex-governador gaúcho Germano Rigotto, emedebista histórico e coordenador do plano de governo de Simone Tebet, também realçou a urgência do tópico “pacificação”. “É o que precisamos para avançar nas reformas”, disse. “E temos aqui uma candidata preparada. Simone é quem tem a capacidade de aglutinar, de unir o Brasil.” Além de representantes do varejo brasileiro, também estavam presentes no encontro Confúcio Moura, ex-governador e atual senador (MDB-RO) e Cássio Cunha Lima, ex-governador e atual senador (PSDB-PA).

Assessoria de Imprensa

+ Notícias

Em audiência na CMO, Simone Tebet debate LDO

Em audiência na CMO, Simone Tebet debate LDO

“Em 2025 estamos mirando a meta zero”, afirmou a ministra, lembrando que o governo age com responsabilidade fiscal e compromisso social A ministra do Planejamento…

leia mais
Ministra Simone Tebet apresenta Rotas de Integração na China

Ministra Simone Tebet apresenta Rotas de Integração na China

“Viemos aqui buscar parcerias com a iniciativa privada e com o governo chinês”, resumiu a ministra A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, o…

leia mais
Na Arábia Saudita, Tebet e Alckmin apresentam oportunidades na economia brasileira para investidores

Na Arábia Saudita, Tebet e Alckmin apresentam oportunidades na economia brasileira para investidores

Liderada pelo vice-presidente Geraldo Alckmin, delegação com ministros e empresários busca fortalecer as relações entre os países, atrair investimentos e abrir mercado para produtos brasileiros…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet