Reconhecimento: Simone Tebet é protagonista no Congresso Nacional

A presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Senadora Simone Tebet (MDB-MS), foi novamente reconhecida como uma das parlamentares mais influentes do Congresso Nacional.

Esta é a quinta vez consecutiva que Simone entra na lista do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). A capacidade de articulação e formulação da senadora sul-mato-grossense tem a colocado na lista dos “100 Cabeças do Congresso Nacional” desde 2017. Ela entrou na seleta classificação pela primeira vez em 2016, quando foi considerada parlamentar em ascensão, após avaliação do seu primeiro ano de mandato.

Simone Tebet é reconhecida pela sua alta capacidade técnica e intelectual e grande produtividade. Ela é agraciada na categoria formuladora, ou seja, a dos parlamentares que dão forma à agenda do Congresso. “São eles que concebem e escrevem o que o Poder Legislativo debate e delibera”, explica o Diap.

O Diap seleciona entre os 594 parlamentares aqueles que se diferenciam dos demais pela capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações. São considerados também projetos apresentados, discursos proferidos, relatorias, frequência de citações na imprensa, análise dos perfis e grupos de atuação. São escolhidos 70 deputados federais e 30 senadores para compor a lista.

A pandemia do Coronavírus, que levou ao isolamento social, dificultou a seleção dos protagonistas do Legislativo Federal em 2020, mas não inviabilizou a escolha. A identificação dos parlamentares mais presentes nas articulações e negociações foi prejudicada porque nas sessões virtuais o papel dos líderes e relatores prepondera ante dos demais. Outro problema foi a suspensão do trabalho das comissões permanentes.

MATO GROSSO DO SUL
A senadora Simone Tebet (MDB) e o deputado federal Fábio Trad (PSD) foram os únicos parlamentares de Mato Grosso do Sul incluídos nos “100 Cabeças do Congresso Nacional 2020”. Ambos têm formação jurídica e foram selecionados no critério “formulador”.

Assessoria de imprensa
Raquel Madeira