Simone Tebet pede informações sobre repasse do programa Dinheiro Direto na Escola | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Simone Tebet pede informações sobre repasse do programa Dinheiro Direto na Escola

 

A Comissão de Educação do Senado aprovou, nesta terça-feira (21), requerimento de informação sobre atrasos no repasse de verbas do programa Dinheiro Direito na Escola. A solicitação foi apresentada pela senadora Simone Tebet (PMDB-MS), após ser divulgado na mídia nacional que o governo federal atrasou o repasse de R$ 2,9 milhões para as escolas públicas de educação infantil e de ensino fundamental e médio.
Simone quer saber do Ministro da Educação qual foi o tamanho do corte no programa diante do ajuste fiscal; se houve atraso nos repasses de 2014 e 2015; qual o cronograma para atualizar os repasses financeiros e se há previsão de reestruturação do programa Dinheiro Direito na Escola, entre outros questionamentos.
O Ministério deve encaminhar as respostas à Comissão em aproximadamente 30 dias.

Novo piso para professores
A Comissão de Educação também aprovou o projeto (PLS 114/2015) que institui novo piso nacional para professores da educação básica. O aumento seria concedido gradativamente até 2018. A proposta ainda precisa ser aprovada pela Comissão de Assuntos Econômicos.
A senadora Simone Tebet ressaltou o mérito da matéria. “Um país que se quer dizer democrático, não pode deixar o professor ficar à míngua como acontece no Brasil. A gente sabe que hoje o piso, não é um piso, é um teto. O que nasceu para ser o mínimo dos mínimos é o que a maioria dos estados e municípios pagam, culpa mais dessa centralização de recursos na mão da União e da falta de um novo pacto federativo”, lamentou.
De acordo com o texto, a União deve complementar os recursos dos estados e dos municípios para pagamento do novo piso. Ao longo de cinco anos, a União ficaria responsável financeiramente pelo pagamento da diferença entre o piso salarial em vigor e o proposto pelo projeto. Além disso, a proposta destina 5% da arrecadação das loterias federais para custeio de parte dessa despesa. A senadora Simone manifestou preocupação com a criação de mais despesas para os entes federados sem a respectiva dotação orçamentária. Ela acredita que o projeto precisa ser aprimorado na CAE para que a implantação do novo piso seja possível e não apenas ilusória.

Compartilhe
TAGS

+ Notícias

Cidades gaúchas já estão recebendo recursos emergenciais, diz Tebet

Cidades gaúchas já estão recebendo recursos emergenciais, diz Tebet

Ministra do Planejamento e Orçamento detalhou medidas do governo federal de apoio ao Rio Grande do Sul em entrevista; acesso à ajuda ocorre de maneira…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento discute projeto Rotas de Integração Sul-americana com entidades sindicais em São Paulo

Ministério do Planejamento e Orçamento discute projeto Rotas de Integração Sul-americana com entidades sindicais em São Paulo

Iniciativa foi apresentado pela ministra Simone Tebet e pelo secretário de articulação institucional, João Villaverde, em evento com representantes da Força Sindical e de setores…

leia mais
MS recebe mais de US$ 21,2 milhões do Focem para projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico

MS recebe mais de US$ 21,2 milhões do Focem para projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico

Projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico de três municípios de Mato Grosso do Sul foram aprovados pela Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos), presidida pelo…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet