Simone Tebet reúne equipe e define estratégias para o Ministério do Planejamento e Orçamento | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Simone Tebet reúne equipe e define estratégias para o Ministério do Planejamento e Orçamento

“Não faço nada pela metade, principalmente quando acredito na pauta. Estou do lado certo da história”, disse Tebet durante encontro

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, reuniu-se com a equipe de secretários, diretores, coordenadores-gerais e chefes de gabinete do órgão nesta sexta-feira (3/2) para definição de estratégias de trabalho. Ela reafirmou seu compromisso com a cidadania e a democracia no país, priorizando as minorias e a atenção à diversidade no orçamento federal.

“Depois de quatro anos em que o país navegava à deriva, o Ministério do Planejamento foi retomado. Agora é hora de traçarmos nossos planos, metas e diretrizes. Temos um Brasil para reconstruir e, unidos com o governo federal, com uma ótima equipe, faremos o que temos que fazer”, destacou Tebet.

Para a ministra, a responsabilidade fiscal e o equilíbrio das contas públicas são essenciais para incluir os pobres no orçamento. Tebet explicou que o Ministério será zeloso e austero, respeitando o dinheiro público e a qualidade dos gastos.

Tebet deu boas-vindas à equipe, apresentou os secretários e falou sobre as premissas para um trabalho de excelência ao lado do time da Economia, formado pelos Ministérios do Planejamento e Orçamento, da Fazenda, da Gestão e da Inovação nos Serviços Públicos e do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. Na sequência, pediu que todos se apresentassem.

Trabalho das Secretarias

O secretário-executivo do Planejamento e Orçamento, Gustavo Guimarães, elogiou a equipe, que, segundo ele, está preparada e pronta para ter um excelente desempenho, pois “um país sem planejamento, sem saber o foco e para onde vai é complicado. E o ministério foi retomado para que seja traçado o melhor caminho”, acrescentou.

Paulo Roberto Bijos, secretário do Orçamento Federal, explicou que a secretaria tem a responsabilidade de coordenar a gestão de um instituto público civilizatório. Além disso, a secretaria coordena o ciclo orçamentário anual com excelência, porém há espaço para melhorias. Bijos falou sobre as duas entregas prioritárias na agenda, a orçamentação de médio prazo e a articulação do processo orçamentário com a revisão de gastos, ações que são praticadas internacionalmente.

Já a secretária de Planejamento, Leany Lemos, falou sobre os três calendários que estão sendo trabalhados na secretaria: a discussão sobre novos marcos legais, o planejamento de curto prazo e o planejamento de longo prazo. Nessa direção, ela lembrou que esse é o ano de formulação do Plano Plurianual (PPA), destacando que ele voltará a ser feito de forma participativa, e defendeu que o Brasil precisa pensar que país quer ser e planejar o longo prazo, pensando no horizonte de 2040 ou até mais adiante. Ela destacou a importância da integração das secretarias, pois uma ação necessita da outra. “A gente não faz a orçamentação de uma casa sem projeto. Primeiro é necessário o projeto, para depois fazer o orçamento”, argumentou.

Leonardo Lahud, secretário-adjunto de Assuntos Internacionais e Desenvolvimento, explicou que a secretaria possui um olhar para as demandas de dentro do país e que, para realizar o que se planeja internamente, é preciso trabalhar a influência brasileira no ambiente internacional e trazer o investimento necessário para aplicar no ambiente doméstico. Segundo Lahud, algumas das linhas de atuação da secretaria perpassam pela reconstrução da imagem do Brasil como acionista e influente nas instituições internacionais, a exemplo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata), para defender o posicionamento e as prioridades do país em termos de financiamento externo, além de alcançar investimentos em projetos em áreas como infraestrutura, mobilidade, equidade, diversidade de gênero e empoderamento feminino. Outro ponto de destaque citado pelo secretário-adjunto foi o processo de entrada do Brasil na OCDE, que, segundo ele, vai contribuir para fomento e execução de boas práticas em políticas públicas no país.

Sérgio Firpo, que assumiu a Secretaria de Monitoramento e Avaliação para o Aperfeiçoamento de Políticas Públicas, disse que é necessário desmistificar a ideia de que a avaliação é algo punitivo, pois é a partir da análise que o avaliador vai dizer se aquela ação funciona ou não. “Precisamos participar desde o início do processo de estudo de uma política pública e o impacto que vai gerar. O Planejamento vai ter um papel muito importante de amarrar com os outros Ministérios a execução das ações. Além da parceria com órgãos, é importante desenvolvermos ferramentas que tornem a execução dos processos mais ágeis”, concluiu Firpo.

O secretário de Articulação Institucional, José Antônio Parente, por fim, destacou que sua pasta terá como principal tarefa fazer o assessoramento e facilitar a interlocução das demais secretarias e ações do Ministério com o Congresso e os demais órgãos do governo.

Alinhada com a equipe econômica, Simone Tebet disse que há um consenso na agenda, o que inclui a reforma tributária, um novo arcabouço fiscal e a revisão do sistema de crédito. “O Brasil precisa de nós. O presidente e o país têm pressa. Precisamos estar disponíveis. Temos que garantir segurança jurídica, agilidade e transparência”, concluiu.

+ Notícias

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A comitiva do governo federal realizou ainda uma visita técnica ao porto de Tabatinga no Amazonas O Acre, um dos Estados mais isolados do país…

leia mais
Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet