“Triste Brasil que precisa escolher entre um escândalo de corrupção e um escândalo na educação”, diz Simone Tebet | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

“Triste Brasil que precisa escolher entre um escândalo de corrupção e um escândalo na educação”, diz Simone Tebet

A pré-candidata do centro democrático (MDB, PSDB e Cidadania) ao Planalto, a senadora Simone Tebet, voltou a criticar a polarização política vigente no país, em entrevista ao jornalista Claudio Dantas, do Papo Antagonista, no início da noite de hoje, quinta-feira (23/06). “Triste Brasil que precisa escolher entre um escândalo de corrupção e um escândalo na educação”, afirmou Simone.

Na conversa, que durou uma hora, ela foi questionada sobre qual pergunta faria aos três pré-candidatos: Lula, Bolsonaro e Ciro Gomes. “Ao Lula, eu perguntaria por que não reconhece que o governo dele errou e protagonizou o maior escândalo da história do Brasil, que foi o ‘petrolão’”, afirmou. “Ao Bolsonaro, por que quer a reeleição se ele mesmo já disse que não leva jeito para a coisa. Por que deixar a população brasileira sofrer tanto com a incompetência e a inoperância de um governo de um presidente negacionista e insensível, que não conhece os problemas e muito menos as potencialidades do Brasil?” Em relação a Ciro, frisou que tem afinidades com o pré-candidato, que divergem na pauta econômica, mas que gostaria que ele se unisse à frente democrática do centro.

Na entrevista, a senadora tratou ainda de temas como a educação, uma das prioridades do governo de Simone Tebet, além de parcerias entre o poder público e a iniciativa privada, a necessidade de estabilidade jurídica e institucional, além da valorização dos princípios democráticos, sob ameaça do atual governo. A senadora também cobrou da Petrobras a produção de um “plano estratégico de energia”. “Isso é algo que a empresa está devendo ao país”, disse.

Perguntada sobre o que pensa do “ativismo do judiciário”, ela observou que, embora o problema possa existir, ele também é resultado de uma provocação da política. “Temos uma politização da Justiça”, afirmou. “A política não dá conta de resolver seus problemas e, muitas vezes, corre para a Justiça.” A parlamentar observou que o Supremo Tribunal Federal (STF) deve se concentrar em questões constitucionais e não lidar com as criminais. “Isso pode ser feito por meio de uma emenda constitucional”, acrescentou.

+ Notícias

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A transformação da economia será gigante, afirmou Tebet em plenária de discussão das Rotas de Integração Sul-Americana

A comitiva do governo federal realizou ainda uma visita técnica ao porto de Tabatinga no Amazonas O Acre, um dos Estados mais isolados do país…

leia mais
Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Fronteiras são sinônimo de solução, diz Tebet, em plenária sobre as rotas de integração

Em evento em Boa Vista, MPO debate projeto das rotas Sul-Americanas com autoridades e empresários de Roraima O Ministério do Planejamento e Orçamento deu sequência,…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Ministério do Planejamento e Orçamento e Governo Francês assinam Memorando de Entendimento

Assinatura do documento ocorreu nesta quinta (28/3), em Brasília, e prevê o desenvolvimento de atividades relacionadas aos temas de financiamento externo, gênero e sustentabilidade Durante…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet