Vítimas de violência doméstica e familiar terão curso de capacitação gratuito | Simone Tebet
Simone Tebet Simone Tebet

A nova esperança
do Brasil

Vítimas de violência doméstica e familiar terão curso de capacitação gratuito

A Comissão de Educação do Senado aprovou o projeto (PLS 233/2913) que reserva 5% das vagas oferecidas nos cursos do Sistema S (SENAI, SENAC, SENAR, SENAT E SEBRAE) às mulheres vítimas da violência doméstica e familiar. O autor da matéria, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) entende que o acesso à educação favorece o rompimento do ciclo de violência, uma vez que aumenta as oportunidades de inserção no mercado de trabalho e garante independência econômica da mulher. A matéria ainda será votada pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) ressaltou o mérito da matéria. Ela é presidente da Comissão de Combate à Violência contra a Mulher e relatou a matéria ad hoc na Comissão de Educação nesta terça-feira (18).

“Dados do DataSenado trazem números espantosos e mostram que quanto menor o grau de escolaridade da mulher, mais vítima de violência ela é. E as agressões acontecem constantemente por anos seguidos porque a mulher não tem condições financeiras para interromper o ciclo de violência. O principal agressor é o marido. Esta iniciativa é um início de caminho e é importante que ele aconteça”, disse Simone.

A senadora vai sugerir duas alterações no projeto quando a matéria chegar à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Uma delas é para que o encaminhamento das mulheres vítimas de violência para os cursos profissionalizantes seja realizado pelo Poder Judiciário, de ofício, ou pela Defensoria Pública e pelo Ministério Público. Ela lembrou que desde a entrada em vigor da Lei Maria da Penha, a Defensoria Pública é, muitas das vezes, o primeiro local de atendimento da mulher agredida. A outra sugestão de Simone Tebet é que as informações sobre as matrículas dos cursos sejam encaminhadas semestralmente também à Secretaria de Políticas para Mulheres, da Presidência da República, além do TCU, Ministério do Trabalho e Ministério da Educação, conforme já estabelecido no projeto.

Simone será a relatora da matéria na CCJ.

Assessoria de Imprensa

Compartilhe
TAGS

+ Notícias

Cidades gaúchas já estão recebendo recursos emergenciais, diz Tebet

Cidades gaúchas já estão recebendo recursos emergenciais, diz Tebet

Ministra do Planejamento e Orçamento detalhou medidas do governo federal de apoio ao Rio Grande do Sul em entrevista; acesso à ajuda ocorre de maneira…

leia mais
Ministério do Planejamento e Orçamento discute projeto Rotas de Integração Sul-americana com entidades sindicais em São Paulo

Ministério do Planejamento e Orçamento discute projeto Rotas de Integração Sul-americana com entidades sindicais em São Paulo

Iniciativa foi apresentado pela ministra Simone Tebet e pelo secretário de articulação institucional, João Villaverde, em evento com representantes da Força Sindical e de setores…

leia mais
MS recebe mais de US$ 21,2 milhões do Focem para projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico

MS recebe mais de US$ 21,2 milhões do Focem para projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico

Projetos de infraestrutura urbana e saneamento básico de três municípios de Mato Grosso do Sul foram aprovados pela Cofiex (Comissão de Financiamentos Externos), presidida pelo…

leia mais
Simone Tebet

Quem é Simone Tebet