A presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), informou que em vez de fazer dois debates sobre o tema, como inicialmente previsto, será feito um só
A presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), informou que em vez de fazer dois debates sobre o tema, como inicialmente previsto, será feito um só. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado 

A presidente da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS), informou que em vez de fazer dois debates sobre o tema, como inicialmente previsto, será feito um só.

— Teremos condições de ouvir todos os convidados em uma única audiência — explicou a parlamentar.

O projeto, apresentado pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), tem o mesmo teor de uma das propostas elaboradas pelo Ministério da Justiça e da Segurança Pública e encaminhado pelo ministro Sergio Moro à Câmara dos Deputado, em 19 de fevereiro passado. Com a iniciativa, Eliziane quis garantir que o Senado se antecipasse ao recebimento das propostas e pudesse realizar a discussão acerca do aperfeiçoamento da segurança pública, enquanto, paralelamente, a Câmara dos Deputados prioriza a votação da reforma da Previdência.

Agência Senado