Prioridade para pessoas acima de 60 anos poderá ser feita do mais ao menos idoso

O atendimento prioritário aos maiores de 60 anos poderá ser feito por escalonamento de faixa etária, do mais ao menos idoso, salvo em caso de emergência médica. Assim, pela proposta (PLS 142/2018), da senadora Simone Tebet (MDB-MS), a prioridade contemplará, progressivamente, centenários, nonagenários, octogenários, septuagenários e sexagenários. Na visão do relator na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), senador Eduardo Girão (Pode-CE), a proposta reforça o respeito e a solidariedade com essa parcela da população. O projeto pode ser votado na CAS em caráter terminativo, ou seja, se aprovado no colegiado, poderá seguir diretamente para análise da Câmara dos Deputados. Saiba mais na reportagem de Iara Farias Borges, da Rádio Senado. Ouça o áudio com mais informações.